estudios y análisis

Autonomia pragmática? A nova política externa de Lula

Análisis Carolina
nº 7

Autonomia pragmática? A nova política externa de Lula

Área/s de trabajo: Integración regional
Temática/s: Política exterior
Tipo de publicación: Análisis Carolina
Fecha publicación: 25/04/2023
Nº descargas: 96
Portada AC 7(pt). 2023
O Presidente Lula assume o seu novo mandato (2023-) depois de ter derrotado o governo de extrema-direita de Bolsonaro, baseado numa grande coligação de partidos e interesses internos, alguns deles bastante divergentes. Como experiente ex-ministro Celso Amorim como seu principal conselheiro internacional, Lula retoma a sua política externa sob novas chaves domésticas e internacionais, com mais dificuldades e desafios em comparação com os seus dois mandatos anteriores (2003-2010). As divisões internas do país, que exigem uma reconciliação sócio-política, e o cenário internacional conflituoso e instável implicam uma nova política externa destinada a recuperar a posição e a imagem do Brasil na cena internacional. Aplica-se nesta análise o conceito de «autonomia pragmática», que combina as pretensões do país à liderança em questões como as alterações climáticas e a luta contra a fome com o desejo de manter o equilíbrio entre polos de poder opostos no sistema internacional.

Tipo de publicación

Análisis Carolina
ISSN
2695-4362

DOI

https://doi.org/10.33960/AC_07pt.2023

Autoría Institucional

Fundación Carolina

Formato

PDF

Año

2023

PAÍS/ES

Cómo citar:

Rodrigues, G.M.A. (2023): “Autonomia pragmática? A nova política externa de Lula”, Análisis Carolina, nº 7, Madrid, Fundación Carolina.

Publicaciones relacionadas

Comparte:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email